Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Mar

por esquisita, em 30.03.22

 

Venho da água,
O meu mar mãe azul, profundo e poderoso,
sem poder contrariar a força
emergente da terra,
por raiva a isola em espuma branca
e a veste de eterno verde,
O meu mar é mãe
tanto quanto o verde mar pai,
é água de que nasci,
a salgar de branco a disputa pela terra
que o obriga a recuar,
rasgando caminhos líquidos de azul

Foi da água que vim,
é o mar que junta o que sou

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Música

por esquisita, em 29.10.21

 

Vivo em busca do nome das coisas. Da origem ao fim, tudo me preenche com perguntas. Mas não é minha a ideia de estabelecer o fim do universo no limite do que não se pode nomear.

Seria pouco para ser tudo.

Ainda que fosse possível, não quero tudo explicado.

Pouco me importa o nome do mensageiro que espalha a ordem, ou dos músculos que se contraem, para me fazer arrepiar a pele.

Basta-me reconhecer a música, no silêncio do teu sono. 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D