Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Redação

por esquisita, em 22.09.23

 

Chega o outono, já lá vem outubro, tempo de começar.

Se for linda, quase de certeza que é boa. No primeiro dia, tinha muito medo que ela fosse má, como a D.ª Celeste que ralha e bate, por ser feia. Ela põe as meninas dela de castigo, viradas para a parede com os joelhos no chão e manda fazer cópias durante o intervalo, sem lanchar. Quando chama burra e estúpida, fala muito alto, para se ouvir na escola toda e deixar as meninas envergonhadas e a chorar. A D.ª Celeste é má e feia, mas tão feia, que nem as contínuas gostam dela. A minha professora não é assim, fala baixo e com voz rouca por causa da alergia ao pó do giz, e porque é boa. Eu tinha medo, mas vi logo que era boa no primeiro dia. Depois de fazer a chamada, disse que nós todas juntas éramos os seus pintainhos. E não foi só isso, ela mandou guardar a régua de madeira na caixa métrica. Eu ainda não sabia o que era a caixa métrica, que estava ao fundo da sala por baixo dos mapas das terras e do corpo por dentro. Ao lado do quadro estava um esqueleto que assustava e por cima havia o crucifixo e os retratos de uns senhores muito sérios, sempre a olhar para nós, que assustavam ainda mais. Essas coisas ela não mandou guardar, mas pensei que a minha professora era boa, só por não querer a régua para bater. Olhei para ela e vi que era linda, parecia uma mãe com bata branca. Nós também temos bata branca, mas as batas das meninas apertam atrás com botões e com um laço e a bata das professoras tem os botões à frente e ao meio. A bata dos rapazes também aperta à frente, mas de lado e nesta escola não há rapazes. Têm uma escola só para eles. O avô conta que a escola dos rapazes foi feita para todos, quando era no tempo dele. O pai diz que não se pode deixar torto aquilo que nasceu direito e que está mais que na hora de fazer as coisas mudarem. O avô manda-o falar baixo, porque as paredes têm ouvidos e o pai não se cala e mete-se em trabalhos muito maiores do que a escola, que fazem a mãe ficar aflita. Eles falam e às vezes discutem, eu presto muita atenção, mas nunca os ouvi dizer nada sobre a maneira como as batas apertam. A minha é branca, muito branca e sem quadrados como o bibe, Foi a minha avó, quem a fez a bata. Ela sabe costurar e fazer muitas outras coisas, mas não sabe ler. O avô ensinou-a a desenhar o nome para não ter que pôr uma cruz em vez do nome, e eu vou ensinar-lhe a escrever o resto. É por isso que ela quer muito que eu vá à escola. Também tenho outra avó, que vive longe com o outro avô. Mandou-me um casaquinho branco para pôr por cima da bata quando estiver frio. Foi ela que o fez, com um novelo de lã, porque sabe tricotar e também sabe ler e escrever. Aprendeu com os professores que iam a casa e depois fez um exame e foi para o colégio. A ela não posso ensinar, mas vou-lhe escrever muitas cartas a contar o que aprendi. Ainda bem que a minha professora é linda!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


10 comentários

Imagem de perfil

cheia a 22.09.2023

Uma professora bonita e uma boa redação! As minhas, tive 3, não eram tão bonitas, utilizavam a régua, mas os meninos e as meninas estavam todos juntos, eramos poucos, os pais não estavam habituados a mandarem os filhos à Escola.
Bom fim-de-semana!
Imagem de perfil

esquisita a 22.09.2023

Tive sempre a mesma professora, na primária, e é tão linda que, quando nos encontramos, ainda se lembra do meu nome!
Bom fim de semana!
Imagem de perfil

ROMI a 22.09.2023

Abaixo as professoras feias. Tive algumas. Mas guardo uma boa memória, uma professora muito feia encontrou-me passados largos anos e dirigiu-se a mim como se tivesse sido muito bonita. Virei-lhe as costas. Fui feia, mas não tanto como ela.

Adorei ler
Imagem de perfil

esquisita a 22.09.2023

Abaixo! Não foste nada feia, Romi!
Nem imaginas os cortes que este texto sofreu para não conter insultos obscenos às D.ª Celestes
Agradeço por gostares
Imagem de perfil

Maria Pinto a 23.09.2023

Achei este post delicioso. Uma perfeita redação de criança. Gosto tanto de saber que há adultos que conservam as suas crianças
Imagem de perfil

esquisita a 24.09.2023

Bom dia, Maria!
Há muitos, espero eu, só que são mais tímidos e não se querem mostrar
Imagem de perfil

Francisco Carita Mata a 25.09.2023

Gostei muita da redação. Também tenho escritos sobre os meus tempos de Escola e também gostei das minhas Professoras da Primária. E gostei da Escola.
Obrigado por subscrever os blogues.
Saúde e Paz.
Imagem de perfil

esquisita a 25.09.2023

Agradeço a simpatia
Ainda não tive oportunidade de ler com atenção, mas estou certa que vou gostar de acompanhar os seus blogs!
Uma boa noite
Imagem de perfil

Carlos Palmito a 25.09.2023

Aprendi algumas coisas com professoras feias, e sofri algumas coisas com professoras lindas.

Na primária foram sempre diferentes.

Na telescola viviam numa k7 de vídeo, e apareciam na televisão. Essas eram feias, mas não me conseguiam tocar.

Pensando bem,bravamente tive problemas, nem com os.feios, nem com os bonitos
Imagem de perfil

esquisita a 25.09.2023

Aprendi com lindas e feias, depois vieram os revolucionários e os reacionários, e aprendi, seguiram-se os cá da malta e os lixados, e não tive outro remédio se não aprender.
Se a minha aprendizagem corresponde ao esperado? Provavelmente não, mas aprendi sempre e estou grata a todos.
No coração guardo os que me ensinaram a aprender, com muito carinho lembro a minha primeira professora, que era mesmo linda!

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D