Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]


O que fica

por esquisita, em 10.05.21

Não tenho por hábito tomar notas dos livros que leio. O que fica da leitura é, inicialmente, uma ideia clara e intensa que, com o tempo, se vai tornando mais difusa e muitas vezes acaba mesmo por se afastar da referência que lhe deu origem. É um processo que não controlo mas que reconheço como sendo um dos motivos pelo qual me agrada tanto ler.

Não sei bem como se formou, só sei que não está perdido. A verdade é que, com frequência, me surpreendo com o que fica registado na memória.

Guardei este como um recado, uma espécie de receita para uma experiência que gostaria de viver no futuro. Tem um caráter prático e serve para descobrir o que está por baixo da tinta. Passados cerca de trinta anos, vem de uma época em que a tinta nunca me tinha passado pela cabeça mas em que já começava a aceitar que todas as coisas têm o seu tempo. O tempo para a usar haveria de chegar. É assim:

Despejar o líquido pelo ralo da pia abaixo, fazendo desaparecer a tinta*.  Não é altura para buscar motivos que justiquem os resultados

Espreitar, pelo canto do olho, entre a inveja e a irritação, para cabeças que já lá chegaram. No branco e no vento, procurar o tom da tranquilidade

Fazer conviver a dúvida e a determinação, a urgência da revelação e a esperança que nada tenha mudado

Passar pela angústia de deixar a descoberto aquilo que há muito está à vista de todos e acabar por descobrir a quem importa.

No final só restará o espelho

Suspeito que, para obter resultados verdadeiramente satisfatórios, é necessário começar por descobrir a coragem de acrescentar um NÃO e reescrever a história. Para esse efeito, que até pode ser a causa, a fórmula deve ser mais complexa. Não guardei.

Agradeço-lhe, Sr. Raimundo. Como vê o não o esqueci, mas parece ainda ter mais para me contar, terei que voltar a visitá-lo.

Até lá, não me resigno.

 

* Será preferível utilizar um método mais ecológico

Autoria e outros dados (tags, etc)


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D