Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Calendário

por esquisita, em 09.07.24

 

Esta é uma daquelas coisas que vieram do tempo da peste como consequência dos seus sucessivos confinamentos. O objetivo era, em colaboração, reunir num calendário de datas lidas, um ano completo de dias vividos nos livros.

Se a ideia, que desde logo me atraiu, parecer esquisita, a meu favor tenho o facto de não ter tido origem nesta cabeça.

O desafio dirigia-se a qualquer pessoa que goste de ler (muito), e eu até leio alguma coisa, no entanto, ao contrário dos bons leitores, não tenho por hábito sublinhar ou anotar, nem faço pausas para refletir, nem retiro lições do conteúdo. Nada que permita fazer o brilharete das citações. Sou, por isso, uma reles leitora e para contribuir para o calendário, tive que recuar a leituras antigas e folhear páginas passadas, como quem procura desesperadamente por aquela notinha de cem mil réis, guardada para um momento de aperto. Escolhi desencovar as mais esquecidas entre as esquecidas. Juntei umas quantas entradas, que não estou certa de ter partilhado.

Entretanto passou a praga, e todas as suas angústias e boas intenções. Tanto quanto sei, o calendário completo não deu em nada.

Numa leitura recente encontrei uma data, tive vontade de a somar à lista e compor o meu próprio calendário, que de tão desfalcado até dá dó.

 

Janeiro 

“No entanto, se fôssemos irmãos, certamente seríamos gémeos, visto que, após deixar a escola do Dr. Bransby, soube acidentalmente que o meu homónimo nascera em 19 de Janeiro de 1813 - e a coincidência é notável, pois trata-se precisamente do dia em que eu próprio nasci.”

Edgar Allan Poe
William Wilson

 

“Toda a gente, no entanto, esteve de acordo para considerar estas adendas como cláusulas de estilo e na noite de 25 de Janeiro uma alegre agitação encheu a cidade. Para se associar à alegria geral, o prefeito deu ordem para que fosse restabelecida a iluminação do tempo em que havia saúde.”

Albert Camus
 A Peste 

Fevereiro 

Naquele mesmo dia (3 de Fevereiro de 1893), Van voltou a gratificar o já bem azeitado porteiro a fim de que ele

respondesse a quaisquer perguntas sobre Veen, formuladas por qualquer visitante (e em especial pela viúva de um dentista que costumava passear com um cão-lagarta), com um breve grunhido de total desconhecimento. O único personagem que Van tinha esquecido de levar em conta era aquele velho patife comummente retratado como um esqueleto ou um anjo.

Vladimir Nabokov
Ada ou Ardor

Março

“A 9 de Março de 1711, um tal James Welch desceu ao meu camarote e disse-me que o comandante ordenara que eu desembarcasse. Procurei em vão discutir com ele; nem sequer me comunicou o nome do novo comandante.” 

Jonathan Swift
As Viagens de Gulliver

Abril 

“O bebé de Muriel nasceu no dia 27 de Abril. Um rapaz: Thibaut. Decididamente, Igor Dimitrievitch não conseguia habituar-se a este nome. Foi Bernard quem lhe telefonou a dar a notícia. Ele exultava do outro lado do fio:
-Tem um bisneto! Muriel suportou lindamente o parto! A criança é esplêndida: quatro quilos!”
Por mais que Igor Dimitrievitch se esforçasse por atingir uma alegria apropriada, tudo, nele, permanecia frio. Este recém-vindo ao mundo não lhe era nada. Como havia de se interessar por um ser que nem sequer veria crescer?

Henry Troyat
O bater solitário do coração 

Maio

“Após três anos na expectativa de que as coisas melhorassem, aceitei uma oferta vantajosa do comandante William Prichard, que iria rumar o seu Antelope para os mares do Sul. Zarpámos de Bristol no dia 4 de Maio de 1699. De início, a travessia correu sem problemas.”

Jonathan Swift
 As Viagens de Gulliver

Junho

“Era uma composição delambida, de um sentimentalismo reles, com um ar tísico, muito lisboeta, cheia de versos errados. E, terminando, dizia-lhe que não era "nos esplendores das salas" ou nos "bailes febricitantes" que gostava de a ver; era ali, naqueles rochedos, “Onde todos os dias ao sol posto 
Eu vejo adormecer o mar gigante” 
— Que bonito, hem! 
Ficaram caladas, com uma comoçãozinha. 
Leopoldina, com os olhos perturbados, repetia a data, amorosamente: 
— Farol da Guia, 5 de Junho
Mas o relógio do quarto deu quatro horas. Leopoldina ergueu-se logo, atarantada, meteu o poema no seio.”

Eça de Queirós
O Primo Basílio

Julho 
“Foi nesse mesmo dia que Miss Hurst pôde registar no seu caderno de notas o sintoma fatal que espreitava no crescimento da exaltação amorosa de Adriano. Transcrevo:
15 de Julho de 1946
Enfim! Primeiro sinal de licantropia.”

Natália Correia
A Ilha de Circe

 

“Ora, na tarde de 15 de Julho de 1689, o abade de Kerkabon, prior de Nossa Senhora da Montanha, passeava à beira-mar com a senhorita de Kerkabon, sua irmã, para tomar a fresca. O prior, já um tanto avançado em idade, era um excelente eclesiástico, muito amado pelos seus paroquianos, depois de o ter sido outrora pelas suas paroquianas. O que lhe valera sobretudo grande consideração é que era o único clérigo da província que não precisava ser carregado para o leito depois de cear com os seus confrades. Sabia muito corretamente a sua teologia e, quando cansado de ler Santo Agostinho, divertia-se com Rabelais: de modo que todos diziam bem dele.”

Voltaire
O Ingénuo
(História verdadeira, tirada dos
manuscritos do padre Quesnel)

Agosto 

“Por volta de 15 de Agosto tinham diminuído notavelmente em intensidade e espessura os vapores projectados para o céu. Dias depois já o terreno exalava apenas ligeira fumaça, último alento do monstro encerrado no seu túmulo de pedra.”

Júlio Verne
Da terra à lua, viagem directa em
97 horas e 20 minutos 

Setembro 

“O dia em que devia realizar-se o concerto foi por fim fixado: 29 de setembro.
Faltavam, pois, dez dias. Laura propôs ao marido que não os passassem em Saint-Malo. Que necessidade tinham de juntar ao perigo d'ella ser reconhecida no concerto, o risco de a reconhecerem nos ensaios?    

Alfred Sirven
O Romance d'uma cantora

 

“O telegrama chegou ao Funchal através de Londres, dirigido ao cónego Nicolau Villa e assinado por Harry Bradshaw, médico. Dizia: “Marcos informa morte Raquel dando à luz Clara dia 29 Setembro stop Marcos criança e ama seguem Madeira dia 12 paquete Annie.” 

Helena Marques
O Último Cais

Outubro 

"Van recebeu este telegrama audacioso junto com o café da manhã no sábado, 10 de Outubro de 1905, no Manhattan Palace em Genebra, e naquele mesmo dia partiu para Mont Roux, no lado oposto do lago. Lá se instalou no hotel de sempre, Les Trois Cygnes. Seu concierge, um homenzinho frágil e de idade quase mítica, havia morrido durante a última estada de Van, quatro anos antes; em vez do rosto enrugado de Julien e do discreto sorriso de misteriosa cumplicidade que brilhava como uma lâmpada por trás de um pergaminho, foi a cara redonda e rosada de um ex-mensageiro, usando agora uma sobrecasaca, que deu boas-vindas a um Van velho e gordo."

Vladimir Nabokov
Ada ou Ardor

 

“E, antes de mais nada, ocorre ponderar que António José goza de uma reputação sobre palavra. A fogueira de 18 de outubro de 1739 iluminou-lhe a figura de maneira que o puderam ver todos os olhos; a tragédia do Sr. Magalhães vulgarizou-o entre as nossas platéias de há 40 anos; mas só os estudiosos o terão lido, e nem todos, porque a tarefa exige constância e esforço, embora de certo modo os pague. Pode-se dizer, sem erro, que ele pertence à família dos poetas cômicos, qualquer que seja o grau de parentesco, — com a circunstância que era um desperdiçado, — trocava a boa moeda do cômico pelo cobre vulgar do burlesco.”

Machado de Assis
Relíquias de Casa Velha

 

Novembro 

“O dia 17 de Novembro de 1897, diz Brita e Kristoffer põe um braço em volta dos ombros de Brita lentamente Kristoffer e Brita começam a ir pela Estrada Pequena acima, e Brita leva Asle nos braços

0 Asle morreu a 17 de Novembro de 1897, diz Brita

E nasceu a 17 de Novembro de 1890, diz ela

e Kristoffer pára, e Brita pára, ficam a olhar para a terra

castanha, e então a porta da Casa Velha abre-se e aparece uma velha que sai e se detém na laje da entrada e Kristoffer

olha para ela

Partiu, o Asle partiu, Avó Ales, diz Kristoffer”

Jon Fosse
é a ales

 

“Acabei por ceder, pensando ser a melhor solução. A 24 de Novembro abandonava Lisboa a bordo de um barco mercante inglês, sem sequer indagar o nome do comandante.”

Jonathan Swift
As Viagens de Gulliver

Dezembro

“Assim abandonei a minha ilha em 19 de Dezembro de 1686, como vi nos cálculos que fiz no buque, após ter nela vivido vinte e oito anos, dois meses e dezanove dias. Fui libertado deste segundo cativeiro no mesmo dia do mês em que anteriormente fugira, numa chalupa, da escravidão dos mouros de Salem.”

Daniel Defoe
Robinson Crusoe

 

“Tornou-se bem poética, para mim, essa Amarante, depois de haver desaparecido com o século XIX, ao bater a meia noite de 31 de Dezembro de 1899. Nesse momento, que podemos considerar extraordinário, um estalido, como um tiro de pistola, fendeu, de lado a lado, a mesa do refeitório, pouco distante dum pequeno fogão de ferro, em volta do qual, eu, meus pais e irmãos, esperávamos ouvir, na vizinha torre de São Pedro, a última badalada das doze, aquele dia em que, no silêncio nocturno, se extinguiu, com todo o século das luzes. Entre a última badalada fatal e o

estalido da mesa, medeou apenas o tempo bastante para se distinguir um som do outro.”

Teixeira de Pascoaes
Uma fábula:
o advogado e o poeta

Feliz Ano Novo!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


6 comentários

Imagem de perfil

Isabel Paulos a 09.07.2024

Maravilha.
Um Calendário de Luxo. 
Feliz Ano Novo.
Obrigada.
Imagem de perfil

esquisita a 09.07.2024

Seria de luxo, se estivesse completo ou, pelo menos, um bocadinho mais composto
Uma boa tarde, Isabel 
Imagem de perfil

cheia a 09.07.2024

Excelente!
Bom verão!
Imagem de perfil

esquisita a 09.07.2024

Agradeço 
Também desejo um bom verão (com um bocadinho menos de chuva)
Imagem de perfil

imsilva a 10.07.2024

Achei muito interessante. Deve de ter dado um trabalhão. 
Imagem de perfil

esquisita a 10.07.2024

Quem corre por gosto...

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D