Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Desordem

por esquisita, em 30.08.23

 

"Está na ordem da natureza, que se entra no mundo pela cabeça e que se sai pelos pés"

Não tenho vida para esta vida!
Arrastou a cadeira, entornou o copo, subiu acima da mesa e gritou:
Agarrem-me, que me sinto nascer ao invés! (ninguém o agarrou)

Tirou o relógio, desfez a barba, engraxou as botas, vestiu o fato. Saiu à rua, estendeu a mão:
É melhor pedir ou roubar?

Em desordem e a pés juntos, entrou-lhe o mundo todo pela cabeça.
Esta é a minha natureza! (a parteira, despeitada, vira a cara quando o vê)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Coexistência

por esquisita, em 15.08.23

 

Agrada-me este plano nivelado onde as pessoas voltam a tomar conta da rua sem se sujeitar às margens. Gosto, quando pernas e rodas valem igual. É bom desacelerar, ter vagar para olhar nos olhos, reconhecer, sorrir, cumprimentar… Mas quem será este homem inquieto e saltitante, a acenar, que se atravessa imprudente, à frente do carro? Tenha calma, senhor, eu já o vi! O melhor é parar, antes que me entre pelo parabrisas adentro! Deve ser conhecido, certamente, porque me chama pelo nome, mas quem será? Espera aí, este é o… este é o … como é que ele se chamava?...É o Stunga*!

A partir daqui, poderia relatar uma agradável conversa, do breve reencontro de dois colegas de outros tempos, não fosse o caso de nesta cabeça, onde coexistem tantos tons de pensamento , se ter sobreposto uma voz muito estridente e acirrada:

NÃO DIGAS, STUNGA! NÃO DIGAS, STUNGA! NÃO DIGAS, STUNGA! NÃO DIGAS, STUNGA! NÃO DIGAS, STUNGA! NÃO DIGAS, STUNGA! NÃO DIGAS, STUNGA! NÃO DIGAS, STUNGA!

De forma que, daquilo que se falou, não tenho memória de praticamente nada, exceto de uma frase solta, já após a despedida: "Ainda te lembras da alcunha que me deram?"

20230814_183426.jpg

*Mao Tsé-Tung > S'tung > Stunga > Stunguinha, para para os mais ácidos

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Balanço

por esquisita, em 07.08.23

 

Vamos lá ao que interessa, e o que interessa é fazer contas e dar voz ao Sr. Arlindo:

"Até que foi lindo, então não foi?! Mas tanta coisa, tanta gente, vai-se a ver, é só água! Espantaram-me o resto da clientela e na cerveja, mal tocaram! Olhe que não é má vontade, eu até sou crente, foi por isso que os deixei usar a casa de banho de graça! Mas é o que lhe digo: tive prejuízo!"

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Ó mãe!

por esquisita, em 03.08.23

 

Ó mãe, posso ir contigo à praça da hortaliça! Ó mãe, deixa-me ser eu a levar a ceira!...agora a minha irmã também quer! Ó mãe, ela está-me a chatear! Ó mãe, eu sei atravessar sozinha, não preciso da mão! Ó mãe, posso pôr uma moeda no ceguinho? Ó mãe, se ele não vê, como é que sabe tocar? Ó mãe, estão a matar as galinhas! A água quente é para as afogar? Ó mãe, as penas cheiram mal! Que nojo! Ó mãe, deixa-me fazer brincos de cereja! Posso provar o triângulo da melancia! Ó mãe, porque é que as bananas estão penduradas? Ó mãe, posso ficar com o caracol das couves? Ó mãe, pede à senhora Matilde para ser eu a dar à manivela do caldo verde! Ó mãe, eu não quero entrar no talho! Tenho medo! Ó mãe, podemos levar regueifa? Ó mãe, porque é que as moedas do Santo António estão verdes! Para que é que são estas velas? Ó mãe, a minha irmã está a enfiar as mãos no alguidar das azeitonas!... eu também, mas foi só um bocadinho! Ó mãe, leva tremoços e pevides! Ó mãe, pode ser antes camarinhas? Ó mãe, quero fazer xixi! Ó mãe, aquela senhora vive sempre na casa de banho? Ó mãe, posso ajudar a levar os cravos? Ó mãe, doem-me as pernas, vamos para casa! Ó mãe, podemos ir ao café, comer um bolo? Ó mãe, o que é Tangará? Ó mãe, o Celestino deu-me um rebuçado e eu disse, obrigada! Ó mãe, queres que vá chamar o miúdo do jornal? Ó mãe, porque é que ele tem um bolo e um sumo, só para ele, e eu tenho que dividir com a minha irmã? Ó mãe, ele pode vir para nossa casa? Ó mãe, Ó mãe, Ó mãe, Ó mãe dá-me auga!

Dizia que eu ainda havia de lhe gastar o nome, e se não gastei, pelo menos esforcei-me bastante.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2022
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2021
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D